Alexandre Campos (Tande) é artista e arquiteto e participou do programa de residência  enquanto o espaço ainda estava em fase de finalização, e sua proposta de trabalho era tornar o espaço mais receptivo para os visitantes. Para isso, ele estabeleceu uma conexão com crianças, adolescentes e jovens para criar coletivamente cadeiras com materiais recolhidos nas casas de moradores de Pedra Azul. Ao todo foram 15 pessoas participando desta ação que teve como resultado a produção de 12 cadeiras. Como referência Tande mostrou trabalhos dos artistas Martino Gramper, Cildo Meireles, Ai Weiwei, dentre outros, que ajudaram a pensar como seria a realização destes mobiliários para o espaço. Tande aproveitou a sua vivência em Pedra Azul para compartilhar um pouco de seu conhecimento em programação, e ofertou uma oficina de “Introdução ao Processing” e alguns adolescentes e jovens foram provocados a conhecer e entrar neste universo de códigos que cada dia mais afetam nossas vidas.